”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Novo existir

Há um novo tempo neste tempo passante,
Derribando, resoluto, os velhos conceitos
              E resplandecendo em purificantes chamas.
.
E nestas chamas que flamejam, colossais,
Cumpre-se a mundificação dos homens
              Estabelecendo-se assim, um novo existir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário