”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Pelo mar...

Que me ensinou a nadar
              Foi um arrais de traineira,
Não foram peixinhos do mar
              Nem sargento da Costeira.

Capitão de longo curso:
Vá tocando seu navio,
Vá cumprindo seu percurso,
Enquanto o sol está frio.

Quem me ensinou a nadar
              Sabia das coisas do mundo,
Pois hoje quem é do mar
              De caminhão foi calungo.

Capitão de cabotagem:
Vá tocando seu navio,
Vá cumprindo a viagem,
Enquanto o sol está frio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário