”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Privilégio

Como são privilegiados estes meus dedos;
Tão acostumados às curvas do teu corpo,
Podem desenhá-lo na densa neblina da noite
              Ou modelá-lo com os cristais das estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário