”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Tantas possibilidades

Como são imensas e intensas nossas possibilidades
              E como são restritos os limites impostos pela matéria!

Como nosso espírito é tão livre para cumprir distâncias
              E nossa matéria tão estática e limitada diante da vida!

Cabe-nos conceder o sublime prazer dessa liberdade,
Mas para que não sejamos colhidos por decepções,
Primeiro devemos fazer uma longa viagem a nós mesmos,
Para que assim, experimentados e mais conscientes,
Possamos nos extasiar com todas as maravilhas da criação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário