”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Presença

Tu, aflita, não percebes,
Mas quando parto
               Deixo-me completo em ti

Se notares bem,
Poderás adivinhar-me
               Feliz, em teus braços.

Poderás ainda sentir
               Meu coração pulsando,
No ritmo das tuas carícias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário