”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Viagem

No amanhecer dos tempos,
Naqueles fulgores,
Eles se fundiram,
Matéria e energia.
Então, unos,
Lançaram-se ao desconhecido
              Buscando o eterno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário